VEREADORES APROVAM NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA PARA A SAE

VEREADORES APROVAM NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA PARA A SAE

A 7ª sessão ordinária do ano contou com 16 dos 17 vereadores. Apenas Pedrinho faltou, mas justificou a ausência. Dos seis projetos apresentados, cinco foram aprovados e um deliberado. Um deles, do vice-presidente da Casa, Cláudio Lima, foi retirado da pauta.

No início da reunião, o presidente Caçula (Helson Barbosa) pediu um minuto de silêncio em homenagem às crianças mortas em uma escola da cidade de Suzano (SP).

Logo em seguida, assim que começou a sessão, o empresário Gustavo Rodrigues foi homenageado pelos vereadores. Ele ganhou um prêmio nacional, recentemente, com uma das cervejas que produz na fábrica em Catalão.

Depois de lidos requerimentos e moções, os vereadores iniciaram a apreciação dos projetos. O de nº 10/19 foi aprovado por unanimidade em primeira votação. É de autoria do vereador Cleuber Vaz e prevê a mudança no nome da rua 31 no bairro Margon para rua Edson Pacelli José Ferreira.

O projeto de Lei de nº 13/19, do Executivo foi aprovado por unanimidade (e em duas votações) com pedido de urgência do vereador Marcelo Mendonça. Ele autoriza o município a adquirir por compra e venda, permuta ou desapropriação consensual ou judicialmente, uma área de 5 mil metros quadrados localizada no bairro Pontal Norte. De acordo com o projeto, no local será construída mais uma unidade do CCPA. Segundo avaliação de mercado o terreno vale R$ 490mil.

O projeto mais debatido da tarde foi o de número 11/19 que também é do Executivo, assim como foi na última sessão: o que prevê a readequação administrativa da SAE, criando 13 novos cargos de chefia e direção. Ele foi aprovado com votos contrários dos vereadores Marcelo Mendonça, Paulinho e Sousa Filho. A Casa aprovou também, com pedido de urgência do vereador Vandeval, o projeto de Resolução nº 02/19, do colega Sousa Filho. Ele altera o artigo 109 do Regimento Interno da Casa, incluindo a moção de Repúdio, assim como a de Aplauso e de Pesar.

Por fim, a Casa aprovou o Decreto Legislativo de autoria do vereador Cláudio Lima, concedendo título de cidadania Catalana ao Doutor Roberto Antônio de Castro. O médico Neurocirurgião é natural de Ipameri, mas cresceu em Catalão. Formado pela UFG, ele atende na cidade e também em um hospital de Goiânia.

Os projetos e requerimentos em sua íntegra, podem ser vistos aqui neste site no Menu Requerimentos ou clicando na foto do vereador escolhido.

Ao final, os vereadores debateram os assuntos pessoais.

Confira aqui a conclusão do roteiro desta sessão